Cartas

Crime e prejuízoPaguei a taxa para fazer a inspeção veicular em meu carro que estava agendada para o dia 2 de abril. Entretanto, no dia 6 de março meu carro foi roubado. Entrei em contato com a empresa Controlar solicitando o reembolso da taxa já paga por não ter como fazer a inspeção. Fui orientada a enviar um fax explicando os motivos do pedido, o que fiz em 10 de março. No dia 24 desse mesmo mês, liguei para a Controlar e eles pediram que eu aguardasse por alguns dias o contato da empresa. Depois de ter passado por um susto ao ter minha residência assaltada e meu carro roubado, ainda tenho de ficar ligando todos os dias para saber se a empresa tomou as devidas providências? Quando conseguirei o ressarcimento dessa inspeção não realizada? Já estamos no mês de junho e eu ainda não recebi nenhum retorno.TÂNIA ARAKAKISão PauloMarisa de França, da Assessora de Comunicação da empresa Controlar, esclarece que o reembolso não foi realizado até esta data porque a leitora não encaminhou a cópia do Boletim de Ocorrência (B.O.) conforme solicitado a ela por e-mail em 24 de abril e em contato telefônico, no dia 19 de maio. Explica que assim que o roubo do veículo citado estiver devidamente comprovado conforme documentação exigida, o reembolso será prontamente efetuado pela Controlar. Acrescenta que a cópia do B.O. deve ser encaminhada, conforme já informado a sra. Tânia, pelo e-mail faleconosco@controlar.com.br ou via fax pelo (0XX 11) 2168-2960. Qualquer dúvida o contato pode ser feito também pelo Atendimento ao Cliente Controlar no número (0XX11) 3545-6868.Cobrança x liminarTodo mês a NET cobra o valor integral da fatura do serviço de TV a cabo, apesar de ter me concedido um desconto de 50% desde março, após eu ter problemas com a empresa. Além de todos os meses ter de ligar pedindo a fatura com o valor correto, percebi que, agora, também cobram o ponto extra que passaram a chamar de "conexão opcional". Esquecem que desde 22 de abril essa cobrança está proibida pela Resolução 528 que em um dos seus artigos diz que a programação do ponto principal deve ficar disponível, sem a cobrança da extensão do serviço instalada no mesmo endereço (ponto extra). A NET também descumpri o Decreto 6.523/08 quando não responde às informações solicitadas pelo consumidor e não resolve suas queixas no prazo de até cinco dias úteis a contar do registro, nem suspende a cobrança indevida imediatamente, salvo se o fornecedor indicar o instrumento por meio do qual o serviço foi contratado e comprovar que o valor é efetivamente devido. Mas um atendente me disse que a empresa não fará o cancelamento dessa cobrança!LUIZ FERNANDO C. RICCIARELLISão PauloFernanda Piccablotto, da Gestão de Clientes da NET São Paulo, esclarece que a manutenção da cobrança do ponto extra continua autorizada por liminar deferida na 14.º Vara da Justiça Federal em Brasília. Após a publicação da Resolução 528, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e o Ministério Público se manifestaram nos autos desse processo, no sentido de requererem a revogação da liminar. A Associação Brasileira de TV por assinatura (ABTA), que representa as operadoras e é parte neste processo, esclareceu os motivos que justificam a manutenção da liminar, que permanece válida. Informa que a cobrança decorre exclusivamente da solicitação do cliente para a contratação do serviço de ponto extra, cujas condições e valores lhe foram claramente informados e sempre foram de seu conhecimento, além de constarem em contrato e nas ofertas ostensivamente veiculadas. Caso as condições do pacote não atendam mais o perfil do cliente, a NET ressalta que, para clientes em contratos coletivos e em alguns pacotes NET combo, oferece, em caráter promocional, o serviço de ponto extra, que já está incluso no pacote. Outra opção é a contratação de pontos escravos ou de extensão, isentos de mensalidade.Em Perdizes, só de carroAo longo dos anos o número de linhas de ônibus em Perdizes diminuiu. As linhas Praça Ramos - Pinheiros e Barra Funda - Jardim Helga, que iam até Pinheiros, foram extintas, sobrecarregando a linha Pedra Branca - Butantã USP, que tem o mesmo itinerário. Como não houve um aumento de veículos nessa linha os ônibus estão sempre lotados. A linha Vila Madalena - Vila Monumento passa a cada meia hora, mas se há algum problema com o ônibus ou no trânsito, a espera é de uma hora! Esses são apenas alguns exemplos. No final de semana a situação é pior.PATRÍCIA MARCHESONI QUILICISão PauloA SPTrans não respondeu.

, O Estadao de S.Paulo

24 de junho de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.