Cartas

Extravio de bagagem A Viação São Geraldo é negligente com o usuário, pois não entrou em contato em nenhum momento com minha mãe, Idália Alves de Sena, de 60 anos, depois de ela reclamar da perda da bagagem. Em dezembro ela viajou para Itapetinga (BA) e pagou R$ 133 pelo serviço de bagagem e no desembarque percebeu que estavam faltando dois volumes. Ela comunicou ao responsável, que respondeu não ter formulário para abertura de verificação do extravio de bagagens e ainda a tratou mal. Para piorar, a Viação São Geraldo nem sequer possui um SAC. JOSÉ CARLOS A. DE S. N. NEVES São Paulo A Assessoria de Comunicação da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informa que não foi encontrado nenhum registro a respeito desse assunto na ANTT em São Paulo nem no Terminal Rodoviário do Tietê, onde ocorreu o embarque. Por parte desta agência, foi recomendado aos fiscais do Tietê que intensifiquem as fiscalizações nos embarques da São Geraldo, dado a reclamação ter mencionado tratamento desrespeitoso à usuária. A agência diz ter entrado em contato com o reclamante, visando a obter maiores informações e receber dele os comprovantes e o e-mail em que consta o registro da Ouvidoria da ANTT dessa reclamação. O leitor contesta: É um absurdo a posição, ou "pior", a falta de respeito da Viação São Geraldo. Se a empresa nem sequer respondeu a solicitação do órgão competente, a ANTT, imagine a de uma simples cliente. A bagagem "evaporou"! Ficamos sem bagagens, sem reembolso e a empresa continua impune. 9 de Julho Pelo menos neste dia os heróis da Revolução Constitucionalista de 32 deveriam ser reverenciados não só pela manhã. Meu pai, Flausino Barbosa Sandoval, foi um desses heróis e está no mausoléu sob o Obelisco. Na véspera estive lá e pedi a um soldado que localizasse a urna funerária dele, para que os familiares pudessem visitá-la no dia seguinte. Mas na tarde de 9 de julho o mausoléu estava fechado. Limitar o horário de visita ao mausoléu ao horário da festa é uma falta de respeito aos familiares e ao público, que poderiam visitar e conhecer um pouco da história. O 9 de Julho passou a ser mais um desses feriados para descansar e viajar! MARIA IGNEZ SANDOVAL São Paulo Reembolso da inspeção Fiz a inspeção veicular no dia 5 de fevereiro e, após o licenciamento do veículo, em 11 de março, me cadastrei no site da Prefeitura para ser ressarcido da taxa. Recebi um e-mail informando que o depósito havia sido feito em minha conta em 8 de abril, o que não aconteceu. O pior é o pouco-caso com o que o cidadão é tratado, tendo de se sujeitar a fazer esse tipo de inspeção em carros novos, enquanto as velharias, além de poluir, atrapalham o trânsito, sem falar nos acidentes. PAULO ROBERTO BATISTA DA SILVA São Paulo A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente informa que o Programa de Inspeção Veicular Ambiental vem sendo implantado pela Prefeitura gradativamente desde 2008. Trata-se de uma medida que visa a minimizar as emissões de poluentes pelos veículos registrados na cidade, buscando estimular seus proprietários a fazer a manutenção adequada e manter as emissões de seus veículos dentro dos padrões recomendados pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama). Na consulta realizada no sistema, consta que o crédito relativo ao reembolso foi de fato feito na conta do sr. Batista no dia 8 de abril. O pagamento do reembolso ocorre regularmente até o dia 10 de cada mês. Como no mês de abril houve feriado bancário em virtude da Semana Santa, o pagamento foi antecipado para o dia 8. O leitor contesta: A secretaria pode verificar em meu e-mail que fez o reembolso na conta errada. Além disso, constatei que até o número do código Renavam estava registrado errado. Depois disso fica difícil acreditar em seriedade! Descaso da Eletropaulo Com referência à reclamação do sr. José Blota Neto (Oscilação de Energia, 8/7), sobre os estragos causados pela Eletropaulo em sua residência, pergunto se são mesmo necessários 90 dias para uma concessionária de energia elétrica apurar se estava, ou não, fornecendo energia em 220 volts em vez dos tradicionais 110 volts. Sugiro que os consumidores da Eletropaulo coloquem em seus aparelhos filtros de linha, facilmente adquiridos por cerca de R$ 15, porque, infelizmente, não temos a quem recorrer! LUIZ ANTONIO ALVES DE SOUZA São Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.