Cartas

Carta 19.074 Posto de saúde fica longe A comunidade da Rua Gervásio Leite Rebelo está com dificuldades para ser atendida no Posto de Saúde Ladeira Rosa, o mais próximo na região. Há, por exemplo, pessoas em tratamento que foram transferidas para o posto Vila Dionísia, o que dificulta o tratamento porque ele fica longe e é preciso estar na fila às 5 hs para conseguir marcar consulta e ser atendido só a partir das 7. Outra coisa: eles só atendem 20 pessoas por mês. VANESSA CORTINOVE Jardim Peri A Secretaria Municipal de Saúde responde: "As áreas de abrangência das diversas unidades de saúde foram definidas com base em critérios técnicos, epidemiológicos e de logística. No caso, os moradores têm como referência a Unidade Básica de Saúde Vila Dionísia, onde podem receber suporte médico, ambulatorial e medicamentos. O fato de vincular um morador a uma determinada unidade permite que a gestão tenha mais controle sobre suas necessidades e tome as medidas adequadas para solucionar os problemas. A vinculação é uma orientação aos moradores, que, na medida do possível, podem colaborar com o funcionamento das unidades. No entanto, se é realmente necessário, os pacientes podem ser atendidos em outras UBS, não só naquela onde estão cadastrados. Segundo a Coord. Regional de Saúde Norte, essa é a situação de pessoas vinculadas à UBS Vila Dionísia, mas monitoradas por profissionais da UBS Ladeira Rosa. Trabalhamos para melhorar o acesso dos paulistanos aos serviços de saúde, inclusive com a implantação de novas unidades." Carta 19.075 Invasão da rataria Denuncio a proliferação de ratos na Praça Almeida Junior, na Liberdade. Os roedores aumentam progressivamente e invadem casas e comércios. Considerando o período de chuvas o caso vai piorar, porque os ratos saem do esgoto para buscar comida. A Prefeitura tem de agir o mais rápido possível. É questão de saúde pública. DANIEL WEI LIANG WANG Morro dos Ingleses A SMS responde: "Em 24/7 vistoriamos a praça e fizemos tratamento químico com raticida de uso profissional. Lembramos a importância de evitar acúmulo de lixo e entulho e deixar restos de comida ao ar livre, como vimos no local. Os agentes pedem o apoio dos moradores, decisivo para combater os ratos. Sem esse engajamento, as ações desse tipo têm efeito reduzido." O sr. Daniel, dono de uma academia de kung-fu, diz que apesar da vistoria o problema continua; ele dedetizou sua escola, também sem resultados. Carta 19.076 Sem cardiologista O Hospital Municipal do Tatuapé Dr. Carmino Carrichio está sem cardiologista há 3 meses. Minha avó operou o coração e, por falta de médico, não pode fazer os exames necessários. Como ela, outros pacientes estão com o mesmo problema. CARLOS HENRIQUE Tatuapé A SM de Saúde responde: "O hospital informa que já tomou providências para garantir o atendimento da paciente. A medida foi tomada segundo a prioridade dada à ampliação do acesso da população aos serviços de saúde no município. Atualmente, o hospital passa por reforma estrutural e administrativa, tem cardiologista e está em processo de contratação de mais profissionais. Além das novas contratações e treinamento de funcionários para melhor acolher os pacientes, implantamos o Programa de Qualidade, que garantirá melhores práticas em todos os setores do hospital, além de compras e consertos de materiais e equipamentos." Carta 19.077 Leitores comentam Lamento, em nome da sociedade brasileira do bem, o conteúdo da carta de 1/9 (Comércio informal) de d. Maria José Angelo Jorge, e ao mesmo tempo dou parabéns à honrosa resposta do secretário Andrea Matarazzo. É uma pena haver pessoas tão fora da realidade e desinformadas que parecem não conhecer o verdadeiro lado da moeda. ERALDO RICO JR. Capital Pego carona na carta do sr. Roberto Dal Pont, do dia 2/8 (Um faz, outro quebra), pois a Rua Dr. Penaforte Mendes (Consolação), recapeada recentemente, é destruída por outras concessionárias de serviços. Para mim, esse exemplo sintetiza o problema da coordenação operacional entre os órgãos públicos. FERNANDO PRESTES Capital

O Estadao de S.Paulo

07 Setembro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.