Cartas

Carta 19.120 Bairro defende a sua praça A comunidade da Chácara Sto. Antônio cuida da Praça Haruo Uoya, entre as Ruas Cap. Otávio Machado e Vitorino de Moraes. Em agosto, uma grande construtora, insatisfeita com a feira-livre existente há anos na Rua Alexandre Dumas, pediu para a Sub Sto. Amaro transferência da feira para a praça. Não sei até que ponto isso é verdade, mas quebraram a calçada da praça para receber a feira e vão fazer um banheiro público. A sub não fez aviso oficial da obra, nem há placa da Prefeitura sobre a reforma; nem sabemos quem é o responsável pela obra que agride o verde da praça, nem há planta da obra. Não queremos que invadam a praça, que não comporta uma feira e é um dos poucos espaços para as crianças brincarem. O banheiro público seria cuidado por quem? A subprefeitura nunca ajudou na manutenção da pracinha, e o banheiro público poderá atrair a presença de pessoas indesejadas, aumentando a sensação de insegurança na região. RENATA STACCHINI Q. de ALMEIDA Chácara Santo Antônio A Prefeitura responde: "De fato, a Sub Santo Amaro iniciou parceria com uma construtora para revitalizar a praça, mas sem descaracterizá-la (com colocação de piso permeável e mais comodidade para o passeio e caminhos internos). Quanto à feira, após reunião entre a comunidade local e o subprefeito de Santo Amaro, decidiu-se pelo cancelamento do projeto, uma vez que a maior parte dos moradores era contra a sua instalação." ANDREA MATARAZZO Secretário das Subprefeituras e subprefeito da Sé Carta 19.121 Ambulantes ilegais Há anos reclamamos da falta de fiscalização da Sub Pinheiros em relação aos ambulantes na Av. Brigadeiro Faria Lima. Diante do meu escritório há um ponto de ônibus e inúmeros ambulantes: o pipoqueiro, o vendedor de artigos para celular, a moça que vende roupas e acessórios, o vendedor de tapioca (só de manhã). A calçada é estreita, os pedestres têm dificuldade para caminhar. Fiz inúmeras reclamações pelo 156 e pela internet, sem sucesso. Cidade Limpa para todos! J. L. Pinheiros A Sub Pinheiros responde: "Nenhum ambulante do local tem Termo de Permissão de Uso, e serão removidos. Intensificamos a fiscalização aos ambulantes na região e fizemos apreensões diárias de mercadorias e produtos ilegais. Em julho, iniciamos o combate aos ambulantes do Largo da Batata e Rua Teodoro Sampaio, removendo aproximadamente mil ambulantes sem nenhum tipo de confronto. A fiscalização será contínua, e só quem tem o TPU da Prefeitura poderá permanecer instalado." NILTON ELIAS NACHLE Subprefeito de Pinheiros Carta 19.122 Crime contra o verde Houve dois crimes ambientais na Rua José Maria Lisboa, Cerqueira César, à distância de apenas 100 m um do outro. Na reabertura de um restaurante no 1.065, pregaram nos troncos de duas palmeiras holofotes com a fiação presa com grampos e pregos. E no 1.167, onde há um prédio em fase final de construção, podaram radicalmente a árvore da calçada e cobriram com cimento o espaço da raiz. Acho que pensaram que a árvore ?atrapalharia? o futuro estacionamento... Se a Sub Pinheiros agir com rapidez, constatará a irregularidade. Reclamei com veemência com a mulher do dono do prédio, e eles vão tentar eliminar os vestígios desse crime contra o ambiente. São atitudes como essas que contribuem para a degradação da paisagem urbana e para o aquecimento global. SAMUEL GROSSMANN Jardim Paulista A Sub Pinheiros responde: "Em ref. ao 1.065, o imóvel comercial está fechado, segundo vizinhos, há alguns meses. Os pregos e holofotes foram removidos e as palmeiras estão em bom estado. Iintimamos o dono do 1.167 no dia 9/8. Ele deveria plantar uma nova muda no local em cinco dias, sob pena de multa, e constatamos o plantio no dia 21/8." NILTON ELIAS NACHLE Subprefeito de Pinheiros O leitor comenta: Estou feliz em saber que removeram os grampos. Realmente plantaram uma outra árvore - de pequenas proporções em relação à anterior. A vigilância dos cidadãos e da imprensa, com a ajuda das autoridades que cumprem as suas obrigações, são uma valiosa contribuição para termos uma vida com qualidade, garantindo dias melhores para as futuras gerações. Agradeço à coluna e à Sub Pinheiros pelo bom trabalho.

O Estadao de S.Paulo

07 Setembro 2024 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.