Cartas

Carta 19.230INSS nega auxílio-doença Meu irmão, Carlos Duarte Nascimento, teve câncer de garganta, com metástase no cérebro, pulmão e fígado, e em conseqüência dos tumores no cérebro ficou com o lado direito do corpo paralisado. Ele passou pela perícia médica do INSS para obter o seguro-doença, e a médica que o atendeu lhe deu seis meses - mas no dia 18/9 ele recebeu carta do INSS informando que o pedido foi indeferido porque ele está apto para o trabalho.MARIA JOSÉ DO NASCIMENTOCerqueira CésarO INSS responde:"Prorrogamos o auxílio-doença do sr. Carlos até o dia 28/2/08. Caso o segurado ainda se considere incapaz de voltar ao trabalho nessa data, pode pedir prorrogação; o pedido deve ser protocolado até 15 dias antes da data de término do benefício, podendo ser repetido, desde que o segurado ainda se considere incapaz de voltar ao trabalho. A prorrogação depende de novo exame médico, que pode ser pedido pela internet, pelo tel. 135 ou numa agência do INSS." Sou servidora pública efetiva do Estado e em 8/9/04 entrei com pedido de contagem recíproca na Ag. Água Branca. Preciso dela para ter direito ao abono de permanência (Emenda Constucional 41/2003). Pedi informações à Ouvidoria mas só dão a resposta-padrão.FÁTIMA M. BRAGANTE DINARDIPerdizesO INSS responde:"Expedimos a Certidão de Tempo de Contribuição em 3/9, a ser retirada na agência mencionada (Água Branca)."Carta 19.231Mais dúvidasTrabalho há mais de 30 anos com carteira assinada e fui empregado de 8 empresas. Quando fui ao INSS para verificar minha situação, descobri que só há registro de 12 meses de contribuição, divididos em duas empresas; as outras não são reconhecidas pelo INSS. Sugeriram que eu peça às empresas que regularizem a situação, mas uma já fechou. Também é difícil de acreditar que todas as empresas em que trabalhei não recolham o INSS. Até consta uma reclamação trabalhista que nunca fiz! A opção que tenho é procurar todas essas empresas ou perco tudo. Quem vai pagar esse custo? Tenho vontade de processar o INSS.JOSÉ ANGELO SERELDONI DE FARIARio de Janeiro/RJO INSS responde:"A Carteira Profissional é o documento hábil para provar o tempo de contribuição para a Previdência. Segundo o Decreto 4.079 de 9/1/02, a partir de 1/7/94 os dados constantes no Cadastro Nacional de Informações Sociais valem para todos os efeitos como prova de filiação à Previdência Social, relação de emprego, tempo e salários de contribuição. Em caso de dúvida, o INSS pode exigir a apresentação dos documentos em que se baseou a anotação. E, a qualquer momento, a inclusão, exclusão ou retificação das informações do CNIS podem ser pedidas. Conforme critérios definidos pelo INSS, é necessária a apresentação de documentos comprobatórios dos dados divergentes. Consultamos os dados cadastrais do sr. José Angelo e não constatamos nenhuma irregularidade; os salários de contribuição foram recolhidos. Sugerimos que o leitor cadastre uma senha, em uma agência da Previdência Social, para confirmar todas as anotações constantes em nosso cadastro e compará-las com sua carteira profissional. Após o cadastramento da senha, ele deverá acessar o site da Previdência (www.previdencia.gov.br) e obterá todas as informações sobre os seus recolhimentos." Gostaria de saber como está o andamento do meu pedido de aposentadoria no INSS. Tenho de trabalhar, apesar de já ter uma idade avançada, porque não posso abrir mão da renda que recebo enquanto o INSS não reconhecer o meu direito.LUÍZA RAMOLA DOS SANTOSCampo GrandeO INSS responde:"Cadastramos o processo na 13.ª Junta de Recursos da Previdência Social (JRPS) no dia 6/9/06. Após a conclusão, comunicaremos o rsultado por carta."A leitora comenta:Entrei há quase 3 anos com o pedido de aposentadoria, e até agora (18/8), nada. Gostaria de ter uma posição definitiva sobre o caso,não apenas uma resposta formal. O INSS responde:"Concedemos a aposentadoria da leitora em 19/9 (valor do período de 21/9/04 a 30/9). Ela recebeu o pagamento em 9/10, na Caixa Econômica Federal da Rua Borges Lagoa, Vila Clementino."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.