Reprodução/Correios
Reprodução/Correios

Cartas do ‘Papai Noel dos Correios’ podem ser adotadas também na internet

Seleção de correspondências pelo site da campanha ocorre até sexta-feira, 24; cartinhas podem ser retiradas também em agências dos Correios

O Estado de S.Paulo

20 Novembro 2017 | 15h16

SÃO PAULO -  Está aberto o período de envio e de adoção de cartas da campanha “Papai Noel dos Correios”. Neste ano, os interessados em presentear uma criança poderão selecionar as correspondências também pela internet, além da opção de retirada  em agências dos Correios.

Na versão online, apenas pessoas físicas de São Paulo (e região metropolitana), Recife, Porto Alegre, Cuiabá e Belém poderão adotar cartas até esta sexta-feira, 24. Depois, estará disponível apenas a seleção de correspondências diretamente nas agências.

Criada há 28 anos, a campanha recebe cartas de crianças de escolas, abrigos, creches e também enviadas individualmente por famílias. Para os participantes que retirarem cartas físicas, não há limite de quantidade, enquanto, na versão virtual, o máximo são cinco. 

Como forma de proteger os participantes, dados pessoais não são divulgados e não é possível enviar uma correspondência às crianças. Dentre as cartas já disponíveis no sistema, há participantes que pedem de aparelho de televisão até calçados, bonecas e bicicletas. No texto, algumas chegam a contar experiências dos irmãos e a fazer desenhos. "Eu tenho 8 anos ‘nesses tempo’, eu estava muito obediente e tirei notas boas e eu quero um patins”, escreveu uma menina de São Paulo.

O período de adoção e recebimento de cartas varia em cada região. Na agência Pari, na região central de São Paulo, por exemplo, o prazo é até 15 de dezembro. Para conferir a lista de agências que participam da campanha, acesse o site dos Correios

 

Mais conteúdo sobre:
Papai Noel Correios

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.