Cartunista recua e diz que charge de Lula é dele

O cartunista Jean Galvão, autor de uma charge em que o presidente Lula aparece distribuindo dinheiro e que foi utilizada numa pergunta sobre mensalão em uma prova escolar em Minas Gerais, recuou da afirmação de que seu trabalho havia sido falsificado, como ele dissera à Folha de S. Paulo, informação também divulgada pelo Estado no sábado.

, O Estado de S.Paulo

12 Abril 2011 | 00h00

A charge, segundo ele, é um desenho inacabado e abandonado em 2005, e que foi indevidamente capturado de um blog pelos autores da prova. A Secretaria da Educação de Minas negou responsabilidade no episódio, afirmando que a prova foi preparada por uma empresa terceirizada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.