Casa de Custódia no Espírito Santo será demolida

Os dois prédios a serem derrubados, já estavam desocupados desde a última quarta-feira, 5

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

08 de maio de 2010 | 03h13

A Secretaria de Justiça do Estado do Espírito Santo anunciou, nesta sexta-feira, 7, a demolição dos pavilhões restantes da Casa de Custódia de Viana (Cascuvi), localizada na Região Metropolitana de Vitória. Os dois prédios já estavam totalmente desocupados desde a última quarta-feira, 5.

 

Após inspeção realizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ficou decidido que a Casa de Custódia não poderia receber novos presos. A decisão, de acordo com nota divulgada pelo CNJ, foi tomada pela justiça capixaba, com base nos relatos feitos pelos juízes auxiliares da presidência do CNJ, Erivaldo Ribeiro dos Santos e Paulo Tamburini. De acordo com denúncias recebidas pelo Conselho Nacional de Política Criminal de Penitenciária (CNPCP), os detentos do presídio eram submetidos a torturas. No local, também teria ocorrido esquartejamento de presos.

 

As pessoas que estavam presas na Cascuvi foram transferidas para a segunda etapa do Centro de Detenção Provisória de Viana 2, inaugurado em janeiro com a primeira transferência de presos. O novo presídio tem capacidade para 432 vagas. O governo do Espírito Santo tinha assinado um termo de compromisso com Conselho Nacional de Justiça (CNJ), prevendo a transferência até junho deste ano. Em maio do ano passado, após denúncias de maus tratos aos presos, a Justiça estadual determinou a interdição do presídio e proibiu a inclusão de novos detentos.

Tudo o que sabemos sobre:
presídiodemolição

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.