Casal de americanos acusado de pedofilia tem prisão decretada

Quatro pessoas foram presas na semana passada sob acusação de fazer parte de rede internacional de pedofilia

Elder Ogliari, de O Estado de S. Paulo,

20 de dezembro de 2007 | 21h02

A Justiça decretou a prisão preventiva dos dois casais suspeitos de pedofilia no Rio Grande do Sul, entre eles dois norte-americanos. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 20, pelo delegado Juliano Ferreira, que investiga o caso. Os norte-americanos Frederick Calvin Louderback, de 64 anos, e Barbara Louise Anner, de 72 anos, e os brasileiros Ricardo Herdy e Cleci Jaeger, ambos de 35 anos, já estavam detidos desde o dia 11, mas a prisão temporária expiraria nesta sexta-feira, 21. A Polícia Civil gaúcha acusa os dois casais de aliciar meninos menores, de famílias pobres, para festas numa casa alugada pelo casal brasileiro no interior do município de Taquara, a 73 km de Porto Alegre, onde os garotos teriam sofrido abusos sexuais. Os quatro presos negam que tenham cometido crimes. A investigação quer esclarecer se os presos participavam de uma rede internacional de pedofilia. Por troca de informações com o FBI, os agentes gaúchos descobriram que Louderback hospedou um norte-americano condenado por abuso sexual de menores e procurado pela polícia de San Diego.  Louderback admitiu ter alugado a casa onde vive, dentro de um clube naturista, para um visitante dos Estados Unidos, mas disse que isso ocorreu durante um período em que estava viajando e alegou que não sabia que o homem era um foragido.

Tudo o que sabemos sobre:
pedofilia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.