Casal de PMs é espancado em Guarulhos

Soldados foram encontrados gravemente feridos com golpes de pé de cabra; Vitor da Silva morreu ao dar entrada no hospital

Oswaldo Faustino, do estadao.com.br, SÃO PAULO

02 de fevereiro de 2008 | 09h44

SÃO PAULO - O sargento Vitor Henrique da Silva, de 49 anos, e a soldado Maria Aparecida da Silva, de 46 foram espancadas na madrugada deste sábado, 2, em Guarulhos, São Paulo. O casal, que chegava à casa dos pais, foi socorrido por um outro soldado,que os encontrou gravemente feridos com golpes de pé de cabra. Vitor morreu ao dar entrada no PS Maria Dirce.

A arma do crime, manchada de sangue, foi abandonada no local pelos criminosos. A polícia civil suspeita de que Vitor tenha também sido baleado na cabeça, mas a perícia do Instituto de criminalística ainda não apurou.

As primeiras suspeitas são de que tenha ocorrido uma tentativa de assalto à residência do casal e ao perceber que ambos eram policiais militares os criminosos passaram a agredi-los. Não está descartada, porém, a hipótese de que tenham sido vítima de ato de vingança.

Maria Aparecida está internada em estado muito grave na UTI do Hospital Geral de Guarulhos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.