Reprodução
Reprodução

Casal é assassinado a facadas dentro de casa no interior de Minas

Polícia investiga latrocínio, mas ainda não tem suspeitos; os dois foram encontrados em casa cobertos de açúcar e fubá

Rene Moreira, Especial para O Estado

25 Janeiro 2016 | 17h57

Atualizado às 23h31

ARAXÁ - Um casal foi assassinado a facadas no fim de semana em Araxá (MG), cidade localizada na região conhecida como Alto Paranaíba, na noite de sábado, 23. A polícia acredita em latrocínio, mas ainda não tem suspeitos. Higor Humberto Fonseca de Sousa, de 26 anos, e a esposa Rafaela D'Eluz Giordani, de 21, foram encontrados amarrados e amordaçados. Eles teriam sido torturados e tinham açúcar e fubá sobre o corpo.

Higor era empresário, filho do vice-presidente do Esporte Clube Mamoré e torcedor fanático do time de Patos de Minas (MG), que disputa a segunda divisão do Campeonato Mineiro de Futebol. Sua esposa era estudante de direito e os dois estavam casados há cerca de três meses. Nesta segunda-feira, 25, policiais começaram a ouvir parentes e amigos para tentar chegar aos assassinos.

Familiares contaram que estranharam o sumiço do casal. Um amigo foi então à residência das vítimas e, vendo as luzes acesas, resolveu pular o muro. Ao ver manchas de sangue e tudo revirado, acionou a polícia, que achou o corpo do empresário em um dos quartos. Ele tinha pés e mãos amarradas para trás e mais de cem perfurações, além de estar com o corpo coberto com fubá.

Em outro quarto estava o corpo de Rafaela, com nove facadas e coberto de açúcar. Um vizinho contou ter ouvido gritos na casa mas, como era comum o casal fazer festa no local, não se preocupou. O empresário estaria com R$ 5 mil, dinheiro que não foi localizado. Parentes contaram que na semana passada ele havia notado uma tentativa de arrombamento do imóvel.

Investigação. Dois aparelhos de TV e a caminhonete do empresário também sumiram da casa, no bairro Veredas do Belvedere, o que faz a polícia acreditar em latrocínio (roubo seguido de morte). Duas motos foram vistas nas imediações no momento do crime, no início da noite de sábado, 23.

Familiares informaram estarem arrasados com a morte do casal e o clube Mamoré divulgou uma nota lamentando ocorrido. Os corpos dos dois foram enterrados no final da tarde desta segunda, 25.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.