Casal é morto por bandidos após assalto em loja

A gerente de loja Eliana Faria da Silva, 32 anos, e seu marido, Leandro Donizete de Oliveira, 31 anos, foram mortos queimados na madrugada desta segunda-feira, 11, em Bragança Paulista, interior de São Paulo. O crime ocorreu após um assalto na loja em que Eliana trabalhava, conhecida como Sinhá Moça, localizada no Centro de Bragança.Segundo informou a polícia, os assaltantes levaram R$ 20 mil em dinheiro e cheques. A gerente-caixa Luiciana Michele de Oliveira Dorta, de 27 anos, e o filho do casal, Vinícius Faria de Oliveira, de 5 anos, também sofreram queimadoras, mas conseguiram escapar das chamas.Ambos foram levados para o pronto-socorro da Unimed, transferidos para o Hospital Universitário São Francisco. No início da tarde desta segunda, o hospital informou que o estado de saúde de Luciana, que estava na UTI adulta, era grave, e o de Vinícius, na UTI infantil, crítico.No meio da tarde, o hospital informou que a paciente foi transferida para outro hospital, mas por motivos de segurança não informou o local e nem se ela ainda estava em Bragança. A informação foi passada apenas para a polícia.Segundo um cunhado de Luciana que não quis se identificar, a família já teria sofrido novas ameaças de morte.O crime ocorreu por volta de 1 hora, na estrada municipal nº 2, bairro do Tanque, em Bragança. Depois de render Eliana, Leandro e Vinícius e amarrá-los com faixas de ataduras, os assaltantes utilizaram o Palio da família para ir até a casa de Luciana. As quatro vítimas foram levadas para o bairro do Tanque, onde os criminosos jogaram gasolina e puseram fogo no veículo.A ocorrência foi registrada por volta de 5 horas da manhã no 1º Distrito Policial da cidade. A Delegacia Seccional apura o caso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.