Casal é preso por fazer compras com cartão de crédito furtado

Uma coincidência levou a polícia a prender o frentista Alessander Duzzi, 36 anos, e sua mulher, a telefonista Alessandra Moisés Duzzi, 33 anos, na quinta-feira,1º, em Campinas. O casal fez três compras com um cartão de crédito furtado. Em um dos estabelecimentos comerciais trabalhava o filho da dona do cartão. Aparecida Gomes, 50 anos, esqueceu o cartão no posto de gasolina em que Duzzi trabalhava, na Vila Rica, na quarta-feira, após pagar pelo combustível de seu carro. Segundo informou o delegado José Roberto Mecherino Andrade, titular do 6º Distrito Policial de Campinas, o frentista levou o cartão para casa e fez compras na Vila Mimosa, bairro em que morava o casal. A primeira compra foi numa farmácia do bairro, onde foram gastos R$ 46,99 em artigos para bebê e de higiene pessoal. A segunda compra, de R$ 44,60, foi feita na Eletrocamp Elétrica, loja de material de construção em que o filho de Aparecida, Carlos Alexandre Gomes, trabalha. "Percebi quando fui colocar o comprovante na gaveta. Saí correndo atrás deles, mas não alcancei", disse Gomes. "Isso é coisa de Deus, uma coincidência dessas numa cidade do tamanho de Campinas." Gomes avisou a polícia que prendeu o casal em frente a um supermercado em que os Duzzi tinham feito uma compra de R$ 200,00. Segundo disse o delegado, as três lojas ficavam no bairro em que o casal morava, próximo ao Jardim Santa Amália, bairro em que reside a vítima, e próximo ao posto onde o frentista trabalhava. Alessander foi levado para a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial e encaminhado para o complexo penitenciário Campinas-Hortolândia. Alessandra foi levada para a cadeia feminina de Indaiatuba.

Agencia Estado,

02 Fevereiro 2007 | 18h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.