Casal é preso suspeito de estuprar a própria filha no litoral de Santa Catarina

Menina denunciou que seria abusada por padastro com consentimento da mãe, que teria instigado até orgia

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

19 de agosto de 2011 | 15h57

SÃO PAULO - Um casal foi preso acusado de estupro na quinta-feira, no município de Massaranduba, litoral de Santa Catarina. A vítima era uma adolescente de 15 anos, filha de Cleuza Aparecida Alves, de 37 anos. O homem, Osvaldo Esfran Domingues, também de 37 anos, era padrasto da jovem.

 

Segundo a polícia, a informação sobre o abuso sexual foi fornecida há cerca de 15 dias, quando a adolescente delatou o caso ao Conselho Tutelar. Segundo seu depoimento, o padrasto abusava sexualmente dela, com consentimento da mãe. O crime ocorreu em cinco oportunidades, sendo a primeira vez em fevereiro deste ano.

 

A adolescente era instigada e, por vezes, forçada pela mãe a fazer sexo oral no padrasto. Em algumas oportunidades, conforme relato da vítima, a mãe pedia para ela tomar banho junto com o padrasto, consentindo que ele praticasse atos libidinosos com ela.

 

O casal, ainda, praticava sexo e assistia a filme com conteúdo pornográfico na frente da filha e do namorado da adolescente, com a intenção de estimular ambos a iniciar uma orgia.

 

Na casa ainda morava a filha mais nova de Cleuza, fruto de um terceiro relacionamento. A Polícia Civil apura se ela também era alvo do desejo sexual do casal. O casal foi encaminhado para o Presídio de Jaraguá do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.