Casal improvisa aquecedor e morre asfixiado em SP

Elsa da Conceição, de 38 anos, e o marido João Maria de Oliveira, de 41, caseiros há 5 anos de uma chácara no quilômetro 55 da Estrada Santa Isabel-Arujá, em Santa Isabel, na Grande São Paulo, morreram asfixiado pela queima de carvão causada por um aquecedor improvisado. Segundo a família, o casal se queixou do frio na madrugada de domingo. Para aliviar a sensação do frio na hora de dormir, os dois resolveram improvisar um aquecedor e fecharam as janelas e a porta do quarto. Numa panela de ferro, colocaram algumas pedras de carvão e atearam fogo para que ficasse em brasa. Durante toda a madrugada, porém, a fumaça e o gás carbônico liberados na combustão tomaram conta do quarto enquanto dormiam. No início da tarde de domingo, o filho de Oliveira, enteado de Elsa, Josemir Victor de Oliveira, de 26 anos, preocupado pelo fato de os pais ainda não terem levantado, foi até a janela do quarto pelo lado de fora e os viu deitados. Ao se aproximar, depois de pular a janela, o adolescente percebeu que o casal estava morto. As Polícias Militar e Civil foram chamadas e não constataram sinais de violência nos corpos ou de arrombamento na casa. Análises da perícia técnica nos corpos indicam que o casal morreu asfixiado pela queima do carvão. O Corpo de Bombeiros alerta que por mais frio que esteja o ambiente, nunca se deve provocar combustões em locais fechados. O local sempre deve ter circulação de ar. As informações são da rádio CBN, de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.