Casal morre afogado em acidente provocado por chuva

O fazendeiro Alcides Paggiaro, de 77 anos, e sua acompanhante Leonice Pereira da Silva, de 58, morreram afogados em um acidente no quilômetro 23 da rodovia Wilson Finardi, que liga Araras a Conchal, a 169 quilômetros de São Paulo. O carro onde eles estavam, uma picape Montana, foi arrastado para dentro de um córrego quando o fazendeiro tentou atravessar a ponte que dá acesso à Fazenda São Vicente, onde Paggiaro mantém o cultivo de cana-de-açúcar, por volta das 18 de quinta-feira, 8. De acordo com a polícia, Paggiaro e Silva eram amantes e seguiam para a fazenda no momento do acidente. O córrego que passa pela fazenda, quando o fazendeiro tentou atravessar a ponte, cobria a estrada em 40 centímetros de altura. Algumas pessoas que estavam por perto viram o veículo sendo levado pela águas e chamaram as autoridades. Os bombeiros tentaram, durante toda a noite, retirar o veículo e os corpos que ficaram presos a quatro metros de profundidade. O resgate só aconteceu às 6 horas da manhã desta sexta, 9, quando os trabalhos foram retomados. A mulher do fazendeiro, que não teve o nome divulgado pela polícia, reconheceu os corpos. Benedita Alves Paggiaro, cunhada do fazendeiro morto, disse que não conhece a mulher que estava com Alcides no carro. De acordo com ela, a família Paggiaro trabalha com fazendas de cana-de-açúcar e laranja na região de Araras desde 1968. O corpo do fazendeiro foi levado no final da tarde de sexta para o velório municipal de Limeira, com a previsão de enterro para hoje no Cemitério Municipal da Cidade. Leonice permanecia no necrotério de Araras até às 15h de ontem à espera de algum familiar para providenciar a documentação do enterro. A informação, não confirmada pelos agentes funerários, é de que a mulher seria de Mogi Mirim.

Agencia Estado,

09 Fevereiro 2007 | 18h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.