Casal Roriz em campanha: vote em um, leve dois

Na TV, imagens do ex-governador foram substituídas por fotos dele com a mulher, a nova candidata ao governo do DF, mas o jingle foi mantido

Carol Pires, Rafael Moraes Moura / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

28 Setembro 2010 | 00h00

Ele é ela e ela é ele: essa é a ideia que a campanha da família Roriz passou a vender desde sexta-feira, quando a chapa Esperança Renovada trocou Joaquim, o marido, por Weslian, a mulher, como candidata ao governo do no Distrito Federal.

Na TV, o jingle ficou intacto. "Está em nossas mãos trazer nosso Roriz de volta para cuidar de cada cidadão", diz o refrão, enquanto são exibidas fotos - que antes eram de Joaquim Roriz abraçando eleitores e, agora, mostram o casal em campanha. O vídeo fecha com o mesmo slogan, em letras garrafais: Roriz, 20.

O número 20 virou "casal 20", com uma aliança dourada enlaçando os números. O site oficial de campanha continua o joaquimroriz.com.br, mas traz um link a mais, com o perfil de Weslian.

Roriz acreditava que reverteria no Supremo Tribunal Federal a decisão da Justiça Eleitoral que o impedia de concorrer ao governo com base na Ficha Limpa. Mas o julgamento do STF deu empate, com 5 votos a favor e 5 contra a aplicação da lei nas eleições de outubro. Roriz contou ter ficado a madrugada de sexta-feira acordado, até dizer à sua mulher: "Não vou ser candidato."

"Vi meu marido sofrer e não poderia deixar ele passar por essa humilhação", afirmou Weslian, ao comentar por que, aos 67 anos, decidiu se lançar na vida pública. "Tenho fé que Nossa Senhora e o menino Jesus vão me ajudar a governar."

Weslian adotou as propostas do marido. No primeiro horário eleitoral, acusou o PT de ser a favor da legalização do aborto: "Roriz é a favor da vida." Os partidários adotaram o apelido "mamãe Roriz" para Weslian, em sintonia com o "pai Roriz". Na TV, o locutor diz que Weslian dará continuidade ao "jeito Roriz de governar".

O tom dos adversários também não mudou. "O tempo dos currais eleitorais já passou", diz Agnelo Queiroz (PT), dirigindo as críticas a Joaquim. Já Toninho (PSOL) atacou a candidata: "A dona Weslian será teleguiada pelo Joaquim Roriz."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.