Casarão desaba e soterra uma pessoa no Rio

Uma pessoa ficou soterrada no desabamento parcial de um casarão de três andares, na manhã deste domingo, 28, em São Cristóvão, na zona norte. Albertina Pereira da Cunha, de 40 anos, tomava banho no momento em que o piso do terceiro andar, onde morava, cedeu. Ela ficou presa sob os escombros, mas foi retirada pelos bombeiros e levada para o Hospital Souza Aguiar com ferimentos leves.O casarão é alugado para o dono de um bar, que subloca os cômodos dos andares superiores para seis famílias. O autônomo César Alves de Souza, de 23 anos, morador de uma das residências atingidas, contou que sentiu as paredes tremerem e só teve tempo de salvar os filhos de 8 e 6 anos, e a caçula, de 1 ano e quatro meses. "Corremos para o quarto dos fundos e vi tudo afundando com o piso. Tinha acabado de comprar uma televisão de 29 polegadas. Perdi tudo, geladeira, fogão, móveis". Ele disse que havia um vazamento no banheiro do terceiro andar, sobre a coluna de sustentação do casarão. "A laje já estava flutuando. A gente pediu para o proprietário consertar, mas nada foi feito". César chegou a ouvir os gritos de socorro da vizinha, mas nada pôde fazer. "Não tinha como passar. Tivemos que esperar o Corpo de Bombeiros".O advogado Evandro Carlos Alves, que defende a inquilina Euzanir Ferreira de Olvieira, de 47 anos, disse que vai processar o proprietário do imóvel e o dono do bar. "Esse imóvel já tinha sido interditado por má conservação. O casarão tem infiltrações e até queda de paredes. Vou pedir indenização por lesão corporal e os danos", disse. Euzanir teve o quarto destruído no desabamento e perdeu também o armarinho, que tem no primeiro piso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.