Caseiro é condenado a 65 anos por matar estudante em Brasília

Mulher que participou do crime é condenada a 58 anos de prisão e os dois devem ficar em regime fechado

Milton F. da Rocha Filho, da Agência Estado,

12 de dezembro de 2007 | 08h31

Após mais 30 horas de audiência, terminou na madrugada desta quarta-feira, 12, o julgamento do casal Bernardino do Espírito Santo, de 33 anos, e Adriana de Jesus dos Santos, de 24 anos. Eles são acusados da morte da estudante Maria Claudia Siqueira Del''Isola, de 19 anos, em 9 de dezembro de 2004. Bernardino foi condenado a 65 anos de prisão e Maria Claudia a 58 anos de cadeia, os dois em regime fechado. Os dois têm direito a novo julgamento, já que suas penas passaram dos 20 anos. Eles eram os caseiros da casa de Maria Claudia, em Brasília. Além de a torturarem, abusarem da jovem sexualmente, a mataram e enterraram dentro da casa da família, embaixo de uma escada.

Tudo o que sabemos sobre:
assassinatojulgamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.