Caseiro é condenado pela morte do casal Staheli

A juíza Maria Tereza Donatti, da 29ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, condenou a 25 anos de prisão, nesta última sexta-feira, o caseiro Jossiel Conceição dos Santos, pelo assassinato do casal Michelle e Zera Todd Staheli, em novembro de 2003.Maria Tereza considerou como agravante o fato do caseiro ter deixado órfãs quatro crianças, com idades entre 3 e 13 anos. Porém, não levou em conta, como atenuante, a confissão pública do crime, feita num noticiário de televisão diante do então secretário de Segurança do Estado, Anthony Garotinho. Como Santos já está preso, foi-lhe negado também o direito de recorrer da pena em liberdade.Caso StaheliO caso Staheli, como ficou conhecido, teve repercussão internacional, porque Todd era executivo da Shell e morava num condomínio de classe média alta, o Porto dos Cabritos, na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade. Santos foi preso primeiro por ter furtado R$ 20 na casa da consulesa da Grécia, Cigdem Bagci, vizinha dos americanos. Em seguida, o caseiro confessou o assassinato. Embora tenha mudado várias vezes a versão do crime, na reconstituição feita pela polícia mostrou, com detalhes, como procedeu para matar o casal. O vídeo dessa reconstituição foi uma das principais peças para sua condenação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.