Caseiro suspeito da morte dos Staheli é preso

O caseiro Jossiel Conceição dos Santos, suspeito de ter matado o casal Staheli, foi preso hoje pelatentativa de roubo a uma outra casa do condomínio Porto dos Cabritos, na Barra da Tijuca. A decisão do juiz Camilo Rulieri, da 34ª Vara Criminal, saiu na quinta-feira, segundo o Tribunal de Justiça, e Santos foi levado para a carceragem da Polinter, na Zona Portuária, ontem à noite. O caseiro já havia sido capturado no dia 1º de abril, depois de ter invadido a casa, que é dos cônsules da Turquia. Ele afirmou que entrara lá para avisar aos donos que o cachorro da família havia fugido. Santos acabou confessando naquele mesmo dia que havia matado Todd e Michelle Staheli e foi preso. Solto no dia seguinte ? a Justiça entendeu que a confissão não era suficiente para mantê-lo preso, já que não havia qualquer prova contra ele ?, Santos foi incluído no serviço de proteção a testemunhas. Estava num lugar mantido sob sigilo desde então. Os defensores públicos dele não foram encontrados pelo Estado para comentar o assunto. A patroa de Santos, Luci Malta, que vem mantendo contato com o ex-empregado, também não foi localizada.Hoje, no fim da tarde, a polícia entregou à promotora Marcele Navega o inquérito do caso, que tem 400 páginas e aponta Santos como autor do duplo homicídio. Na quinta-feira à noite, os investigadores receberam os resultados finais dos exames de DNA feitos em roupas e numa mochila do caseiro. Os laudos apontaram que o material são, respectivamente, de Michelle e Todd, com 99,9% de certeza. A promotora disse que vai se debruçar sobre o inquérito no fim de semana. A tendência é que ela peça a prisão preventiva de Santos e o denuncie pelo duplo homicídio.O suspeito já deu cinco diferentes depoimentos sobre sua participação no crime. Quando foi preso, Santos disse que foi ele quem matou, porque Todd o havia chamado de ?crioulo?. Depois, negou ? disse que havia apenas facilitado a entrada dos dois homens que assassinaram o casal. Em seguida, declarou que, na verdade, eram quatro homens. Mas ele voltou atrás e reafirmou a autoria do crime. Por fim, segundo a última versão, Santos não matou Todd e Michelle e só confessou porque foi torturado por policiais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.