Caseiro suspeito por morte de casal Staheli tem prisão decretada

Principal suspeito pelo assassinato do casal americano Michelle e Todd Staheli, ocorrido há pouco mais de um ano, em 30 de novembro de 2003, o caseiro Jossiel Conceição dos Santos, de 21 anos, teve sua prisão preventiva decretada nesta terça-feira, em decisão unânime, pela 8.ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio. Os desembargadores alteraram a acusação de duplo homicídio qualificado para latrocínio. Assim, Jossiel não enfrentará o júri popular.A prisão de Jossiel, que vinha respondendo ao processo em liberdade, foi resultado de um recurso do Ministério Público Estadual. Até as 19 horas desta terça, a Polícia Civil ainda não tinha recebido o mandado de prisão e o suspeito permanecia solto. Jossiel, porém, foi intimado para estar nesta quarta, às 14 horas, em audiência na 29.ª Vara Criminal, na qual serão ouvidas testemunhas de acusação.Todd Staheli era executivo da Shell. Ele e a mulher eram mórmons, tinham quatro filhos, hoje vivendo nos Estados Unidos, e moravam em uma mansão na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, no mesmo condomínio em que trabalhava Jossiel. O casal foi morto a pancadas, na cama, enquanto dormia. Os corpos foram encontrados pelo filho de 10 anos.

Agencia Estado,

14 de dezembro de 2004 | 21h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.