Caso repercutiu no exterior

O furto ao Masp teve repercussão na imprensa internacional, principalmente na Europa.O jornal italiano La Repubblica chamou o crime de "grande golpe no museu de São Paulo, o mais importante da América Latina". O espanhol El Mundo lembrou que em outubro "dois homens já haviam tentado invadir o museu, mas não conseguiram chegar ao segundo piso, onde está a coleção".O site do jornal El País para a América Latina mencionou que a coleção do Masp, considerada uma das mais importantes da América do Sul, foi enriquecida com várias obras que seus donos retiraram da Europa durante a 2.ª Guerra Mundial. "Fontes policiais apontaram que os ladrões pareciam profissionais, uma vez que sabiam exatamente o que queriam e onde encontrar", diz o texto.O argentino Clarín destacou que o furto ocorreu "em apenas três minutos".Em suas edições eletrônicas, os jornais franceses Le Monde e Le Figaro se concentraram em explicar as circunstâncias do roubo, mas também abordaram as condições precárias de segurança da instituição, citando fontes do museu e da polícia brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.