Ed Ferreira/Estadão
Ed Ferreira/Estadão
Imagem João Domingos
Colunista
João Domingos
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Casos de dengue devem aumentar em 2013, afirma Ministério da Saúde

O secretário de Vigilância em Saúde da pasta, Jarbas Barbosa, disse que a incidência da doença terá alta, mas permanecerá abaixo dos anos anteriores; em 2012, foram registrados 167.279 casos

João Domingos, O Estado de S.Paulo

03 Abril 2013 | 19h55

BRASÍLIA - A incidência de casos de dengue neste ano deverá ser um pouco maior do que a do ano passado, disse nesta quarta-feira, 3, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. "Quando fecharmos em maio, deveremos ficar um pouco acima dos números do ano passado, mas uns 60% abaixo dos casos registrados em 2010", disse Barbosa, que acompanhou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em audiência na Câmara.

Durante a exposição que fez na Câmara, Padilha mostrou os números da dengue de 2010 até agora. Naquele ano, foram registrados 579.818 casos confirmados. Em 2011, foram 303.526 casos; em 2012, 167.279. Neste ano, segundo os dados do Ministério da Saúde, já foram registrados 635.161 casos suspeitos, que deverão cair para menos de 200 mil, segundo o Ministério da Saúde.

O número de óbitos por dengue foi reduzido substancialmente. Em 2010, foram confirmados 7.804 casos graves de dengue no País, com 306 mortes; em 2011, 5.361 e 236 mortes; em 2012, 1.316 e 102 mortes e, neste ano, 1.243, que resultaram em 108 óbitos.

Na exposição que fez na Câmara, Padilha disse que o governo vem desenvolvimento estudos para fabricar uma vacina contra a dengue, experiência com mosquitos transgênicos, cujos machos são estéreis, o que evitaria a reprodução, "além de cuidar melhor das pessoas suspeitas de terem contraído dengue".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.