Casos de dengue no Brasil chegam a 135 mil em 2007

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira, 2, um balanço que apontou que até o dia 26 de março, foram registrado 134.909 casos de dengue em todo o Brasil. O levantamento anterior, de 12 de março, indicava 85.018 casos. Isso representa um aumento de 58,7% no número de casos em apenas 14 dias. Mato Grosso do Sul mantém a posição de Estado mais atingido, com 41,18% das ocorrências (55.567 casos). Já São Paulo, que no dia 12 ocupava a sexta posição, passou para o segundo lugar, com 9,05% dos registros de dengue (12.221 casos). A capital de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, é a cidade mais infectada do País, com 46.082 casos. Em seguida aparecem os municípios de Dourados (3.318 ocorrências) e Três Lagoas (3.512), também no MS. Foram confirmados 20 casos de dengue hemorrágica no Estado, com quatro mortes. Goiás teve 17 casos da febre hemorrágica da dengue - dentre eles duas mortes - e Mato Grosso quatro - uma morte. Na Região Sudeste foram notificados 30.577 casos, 40% deles no Estado de São Paulo. Os municípios mais afetados em São Paulo são: Bebedouro (941 casos), Birigüi (819), São José do Rio Preto (816) e Araçatuba (757). No Rio de Janeiro, 32% das 8.765 ocorrências estão localizadas na capital e 14,72% em Itaperuna. Dos 16 casos de dengue hemorrágica no Sudeste, dez ocorreram no Rio de Janeiro, com quatro mortes confirmadas; quatro em São Paulo, uma morte e duas em Minas Gerais, uma morte. O Nordeste foi a terceira região brasileira mais afetada, com 13,4% dos registros de doença (18.089). No entanto, apresentou a maior quantidade de casos de dengue hemorrágica: 47 casos, sendo 24 no Estado do Maranhão, 16 no Ceará, 4 em Pernambuco e 3 no Estado do Piauí, com 1 óbito. Os Estados com maior número de notificações de dengue são Ceará (5.434 casos) e Maranhão (4.227). No Norte, o Estado do Tocantins apresenta o maior número de casos (4.437), sendo a capital Palmas a mais infectada (1.887). Em seguida, estão Pará (1.755) e Amapá (830). O Amazonas apresenta o quarto menor número dentre os Estados brasileiros, com 253 casos. O Paraná concentra 97,44% dos casos da Região Sul, a menos afetada pela dengue. Tem 7.806 ocorrências, contra 137 em Santa Catarina e 68 no Rio Grande do Sul. Os municípios com maior número de casos no Paraná são: Ubiratã (981), Maringá (816) e Foz do Iguaçu (675). Segundo o balanço do Ministério, não houve casos de dengue hemorrágica na Região Sul, mas a Secretaria de Saúde de Maringá confirma duas ocorrências da febre, com um óbito. Diferença de dados Essa diferença entre os dados divulgados pelo Ministério e pela Secretaria municipal aparece em todo o Brasil. Isso acontece porque, como os dados sobre a ocorrência de dengue são regionalizados, eles demoram para serem reunidos pelo Ministério. Assim, os números divulgados hoje pelo balanço do Ministério da Saúde são inferiores aos que existem de fato no País atualmente. O balanço final de 2006, divulgado pelo Ministério apenas no final de janeiro deste ano, registrou 345.922 casos de dengue no País, dentre eles 642 de febre de dengue hemorrágica, resultando em 71 mortes.

Agencia Estado,

02 Abril 2007 | 18h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.