Catanduvas recebe mais cinco presos de alta periculosidade

Cinco detentos do presídio Pascoal Ramos, em Cuiabá, no Mato Grosso, foram transferidos na quinta-feira para o Presídio Federal de Catanduvas, no Paraná. Considerados de alta periculosidade, Sandro da Silva Rabelo (Sandro Louco), Maurício Domingos da Cruz (Raposão), Márcio Lemos de Lima (Marcinho PCC), Reginaldo Miranda e Fausto Durgo da Silva Filho (Faustão), foram levados ao presídio de segurança máxima. Os cindo detentos se envolveram reiteradas vezes em rebeliões e motins pelas diversas unidades prisionais as quais passaram.A transferência foi autorizada pelo juiz federal de Curitiba, Flávio Antônio da Cruz, e pelo diretor geral do Departamento Penitenciário Nacional, Maurício Kuehne, após o sistema prisional de Mato Grosso ter detectado a articulação de uma rebelião na carceragem do Pascoal Ramos.Os presos tinham como objetivo principal impedir que fossem transferidos para a unidade prisional de Catanduvas. "Por conta da possibilidade de rebelião, a transferência, em regime de urgência, foi autorizada na tarde de ontem com base na lei 10.792, que, em seu artigo 6º, prevê a possibilidade de se realizar transferências em caráter emergencial, sem que haja prévia autorização judicial", explica o secretário-adjunto de Justiça, Carlos Alberto Santana.Com exceção dos detentos Faustão e Reginaldo Miranda, todos os demais já estiveram por 180 dias custodiados no presídio de segurança máxima da cidade de Presidente Bernardes, no interior de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.