Categoria decide encerrar greve de ônibus em SP

Motoristas e cobradores decidiram na madrugada desta quarta-feira, em assembléia na frente da Câmara Municipal, no Viaduto Jacareí, no centro da capital paulista, que os ônibus da Viação Expresso Paulistano deixarão o local e que a greve solidária da categoria, que deveria acontecer às 7h da manhã, será suspensa. O objetivo da manifestação foi um protesto contra o não pagamento de salários e benefícios trabalhistas como o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). A diretoria do sindicato já se declarou a favor da suspensão da manifestação dos funcionários daquela empresa e da greve. Havia também uma ameaça de fechamento dos terminais de ônibus da cidade para garantir a paralisação total do sistema de transportes coletivos da capital, mas também já foi suspensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.