Cativeiro de médica era em Santos

A médica ginecologista Eulália Rodrigues Pedrosa Almeida, 44 anos, estava sendo mantida em cativeiro na cidade de Santos, litoral de São Paulo. Três pessoas foram presas. Eulália, filha do diretor José Ismael Pedrosa, da Casa de Custódia de Taubaté, está prestando depoimento na Delegacia Seccional de Polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.