Cativeiro era perto da casa de Silvio Santos

A polícia localizou o cativeiro da estudante Patrícia Abravanel hoje à tarde, horas depois do desfecho do seqüestro, ocorrido de madrugada. A quadrilha manteve Patrícia aprisionada na rua Áurea Batista dos Santos, Morumbi, zona sul, a poucos quilômetros da casa da família Abravanel.Os dois primeiros acusados de participação no seqüestro foram presos por acaso pela Guarda Civil de Cotia, por volta das 23 horas de segunda-feira, pouco depois do pagamento do resgate, efetuado no município.Uma equipe de guardas que passava em uma estrada suspeitou de um jovem em uma bicicleta porque, ao vê-los, o rapaz entrou no mato. Ele estava com rojões e um rádio comunicador. Era o que a polícia chama de ?antena?, o responsável por vigiar o acesso ao local do pagamento do resgate e avisar a quadrilha quando a polícia se aproximasse.13 tirosQuando retornavam à estrada, os guardas foram surpreendidos por um grupo de mascarados armados com submetralhadoras e espingardas que atiraram em seu carro. O veículo ficou com 13 marcas de perfurações.Mesmo assim, os guardas-civis levaram o acusado à Delegacia Especializada Anti-Seqüestro (Deas), que conduziu o interrogatório. O segundo suspeito foi detido pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.