Williams Francisco dos Santos
Williams Francisco dos Santos

Cavalo passa a noite preso em delegacia do sertão de Sergipe

Animal foi detido após dar um coice em um carro durante um evento na cidade de Nossa Senhora Aparecida

Antonio Carlos Garcia, especial para o Estado

14 Novembro 2017 | 18h21

ARACAJU - Um policial militar de Sergipe autorizou, no domingo, 12, a prisão de um cavalo. O animal ficou detido por 18 horas na delegacia de Nossa Senhora Aparecida, no sertão do Estado, após dar um coice em um veículo durante uma cavalgada que acontecia na cidade. 

+++ No RS, médicos liberam visita de cavalo a paciente após cirurgia

O capitão Vagno Passos, que prendeu o cavalo, disse que ele "foi utilizado como meio para cometer o crime de dano". "E foi conduzido à delegacia para que fosse realizar o procedimento." O oficial não explicou exatamente qual seria o procedimento e afirmou, ainda, que o cavalo não foi maltratado.

+++ Mulher une paixão por ioga e cavalos em práticas e fotos incríveis

Nesta terça-feira, 14, a Secretaria de Segurança Pública do Estado determinou o afastamento de Passos.  

+++ Cavalo se despede de dono em velório

Segundo o proprietário do animal, Williams Francisco dos Santos, no dia da cavalgada algumas pessoas pediram para passear com animal, mas o cavalo se assustou e deu um coice em um carro. Santos disse também que se ofereceu para retirar o animal da delegacia, mas o policial foi irredutível e informou que só seria possível liberá-lo na segunda-feira, 13, o que de fato ocorreu.

"Quando eu cheguei à delegacia o cavalo estava em uma cela, como se fosse um marginal. Ele estava sem comida, sem água e em um espaço onde não podia ser mexer", contou Santos. "À noite, eu levei comida, mas de manhã não me deixaram alimentá-lo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.