CDHU não tem definição sobre área ocupada por sem-teto

A Companhia de DesenvolvimentoHabitacional e Urbano (CDHU) não tem data para cumprir areintegração de posse de uma área sua localizada entre oRodoanel Mário Covas e a Rodovia Raposo Tavares, na zona oestede São Paulo. Parte da área foi ocupada em julho e tem 500barracos de sem-teto. A resposta da CDHU foi dada hoje a representantes daAssociação dos Moradores do Jardim Amaralina e Parque Ipê,bairros vizinhos da área ocupada. Sessenta moradores foram hojeà CDHU e se declararam "insatisfeitos" com a "falta dedefinição" sobre o assunto. Os moradores acusam os sem-teto de destruir o trecho demata atlântica que há no local e temem que a região setransforme num foco de violência. Um dos lideres dos sem-teto,Manoel Passos, disse que há havia desmatamento antes daocupação. Segundo informações da CDHU, os detalhes estão sendoacertados com "órgãos competentes". A companhia tem duasliminares judiciais que lhe garantem a reintegração de posse. Aárea é destinada a projeto de moradia popular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.