Celso Daniel levou de 7 a 9 tiros, diz legista

O médico legista Carlos Delmonte disse hoje à noite que o prefeito de Santo André, Celso Daniel, foi atingido por sete a nove tiros, e o horário provável de sua morte foi entre as 21 horas de sábado e 03 horas de domingo. A perícia estará completa quando saírem os resultados dos exames toxicológicos, anatopatológicos e as análises das radiografias do corpo do prefeito. Esses resultados devem sair em até 15 dias.O deputado federal Luiz Eduardo Greenhalgh (PT), que acompanhou a necropsia, disse que o rosto de Celso Daniel estava completamente deformado, que a maioria dos tiros haviam sido dados no rosto e na cabeça do prefeito, e que seu queixo foi macerado. Além disso, os disparos teriam atingido o pulmão e a aorta de Celso Daniel.Segundo o deputado, o corpo de Celso Daniel foi encontrado com as mãos no rosto e havia perfuração de tiros nas mãos. Ele acredita que o prefeito tenha tentado proteger o rosto. Ainda segundo ele, as radiografias indicavam que havia pelo menos dois projéteis ainda no corpo de Celso Daniel, que poderiam ser usados em testes de balística.Greenhalgh foi um dos que reconheceram o corpo do prefeito. Antes dele, o deputado João Paulo Cunha havia ido ao local com um delegado e também reconhecera o corpo, encontrado pela PM de manhã, como sendo o do prefeito de Santo André. Greenhalgh acha que o mais provável é que o prefeito tenha sido morto entre meia noite e 2 horas de domingo. "Testemunhas na região disseram ter ouvido tiros por volta da 1h de domingo".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.