Cemitérios receberam 1,5 milhão de visitantes no feriado

O Serviço Funerário do Município de São Paulo estimou que 1,5 milhão de pessoas visitaram os 22 cemitérios municipais da cidade no fim de semana de Finados. Segundo balanço divulgado no início da tarde de hoje, a visitação já foi grande na sexta-feira, dia 1º, véspera de Finados, devido aos pontos facultativos estadual e federal em São Paulo. No sábado, segundo o Serviço Funerário, aproximadamente 1,2 milhão de pessoas estiveram nos cemitérios municipais. Embora tenha se destacado pela grande presença de público, a missa do padre Marcelo Rossi, que reuniu cerca de 200 mil pessoas ontem no Santuário do Terço Bizantino, não foi o único evento relioso de relevância no Finados em São Paulo. No sábado, mais de mil pessoas compareceram à missa celebrada pelo arcebispo Emérito de São Paulo, dom Paulo Evaristo Arns, no cemitério Dom Bosco, em frente à Vala de Perus, vala clandestina onde foram encontrados os restos de mortos pela ditadura militar brasileira.Na zona sul da cidade, segundo estimativas do Fórum em Defesa da Vida, cerca de 20 mil pessoas participaram de Ato Ecumênico que se realizou no cemitério São Luiz, que foi antecedido pela 7ª Caminhada pela Vida e pela Paz. A caminhada partiu de três pontos do Jardim Ângela, um dos bairros mais violentos da cidade e se dirigiu ao cemitério São Luiz. O ato foi celebrado pelo padre Jaime, da paróquia Santos Mártires, do Jardim Ângela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.