Central de TV e internet a cabo clandestina é fechada no Rio

Distribuidora funcionava no bairro Vila União, em São João de Meriti; um homem foi preso

Carolina Spillari, estadão.com.br

25 Julho 2011 | 19h17

SÃO PAULO - Agentes da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) estouraram uma central clandestina de distribuição de sinal de TV a cabo e internet na manhã desta segunda-feira, 25. A central funcionava no bairro Vila União, em São João de Meriti, na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro.

 

Sérgio Aurélio Alves, proprietário do imóvel, foi preso em flagrante e autuado por distribuição clandestina de sinais de telecomunicações. A distribuidora funcionava dentro da residência de Sérgio, de acordo com os agentes.

 

A ação da especializada visava reprimir a distribuição clandestina dos sinais popularmente conhecidos como "gatonet" e "gatovelox" em diversos endereços de São João de Meriti. Todo o material encontrado no local foi apreendido e encaminhado à DDSD.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.