Centro de saúde exige título de eleitor e carnê de IPTU

A prefeitura de Araçariguama, a 45 quilômetros de São Paulo, está exigindo a apresentação do título de eleitor e do carnê do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2003 de pacientes que buscam atendimento no Centro de Saúde do município. A exigência está expressa em um grande cartaz afixado na fachada da unidade de saúde. A medida, em vigor desde segunda-feira, está causando confusão entre os moradores. "Não estou tendo condições de pagar o IPTU e preciso ser atendido por causa da pressão", afirmou o aposentado Júlio Gonçalves. O prefeito Carlos Aymar (PPS) confirmou a exigência, mas disse que apenas os que procuram o Centro de Saúde para marcar consulta precisam apresentar título eleitoral e IPTU. "Os casos de urgência são atendidos imediatamente, sem a necessidade de apresentar qualquer documento." Ele negou que esteja exigindo a apresentação do carnê quitado, embora considere que manter os impostos em dia é uma questão de cidadania. "Se a pessoa não pôde recolher o imposto, não é por isso que vai ficar sem atendimento", garantiu. Aymar disse que adotou essas restrições em razão do grande número de pessoas de outros municípios que procuram a unidade de saúde de Araçariguama. "Atendemos 250 pessoas por dia e metade delas vêm de cidades vizinhas." A maior demanda, segundo ele, é de moradores de Itapevi, Jandira e Pirapora do Bom Jesus. "Gostaríamos de atender a todos, mas não estamos agüentando." A demanda ocorre, garante Aymar, desde que a unidade local passou a contar com médicos de 12 especialidades. "Além disso temos pronto-atendimento e pronto-socorro para urgências funcionando 24 horas." O prefeito disse que a unidade recebe pessoas que se acidentam nos 28 quilômetros da Rodovia Castelo Branco, que corta o município. "Não recebemos nada do Estado por esse atendimento."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.