Cerca de 20 animais apreendidos no Le Cirque voltam a Brasília

Bichos foram encontrados em MS após circo sumir; elefante machucado permanece em zôo de Campo Grande

Ítalo Reis, estadao.com.br

25 Agosto 2008 | 18h29

Cerca de 20 animais que pertenciam ao circo Le Cirque voltaram para Brasília durante este fim de semana. O retorno foi determinado pelo juiz Renato Toniasso, da 1.ª Vara Federal de Mato Grosso do Sul, onde todos os bichos foram encontrados e apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na semana passada.   Veja também: Com tumulto e correria, Ibama remove animais de circo no DF Justiça concede liminar e animais apreendidos voltam ao circo Ibama recorrerá ao TRF da liminar favorável ao Le Cirque   Segundo o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), os animais foram alojados para o Zoológico de Brasília, onde ficarão até que seja decidida a destinação final de cada um. O Le Cirque foi interditado no dia 12 por maltratar os animais e não oferecer segurança aos espectadores. Os bichos do circo haviam sumido após uma liminar da Justiça Federal obrigar, no dia seguinte a apreensão, o Ibama devolvê-los ao circo.   Voltaram à capital federal, em quatro carretas, duas girafas, duas lhamas, dez pôneis, uma zebra, um hipopótamo, cinco elefantes e dois camelos. Apenas um elefante africano chamado de Chocolate permanece, juntamente com um rinoceronte, no Parque de Exposição Laucídio Coelho, em Campo Grande, pois está com uma pata machucada. Segundo o Ibama, ambos devem ficar na capital sul-mato-grossense até a total recuperação de Chocolate.

Mais conteúdo sobre:
Le Cirque Brasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.