Cesar Maia desmente suspensão de negociações com Guggenheim

O prefeito do Rio, Cesar Maia, desmentiu neste sábado que as negociações para a instalação de uma unidade do Museu Guggenheim na cidade tenham parado. A notícia foi veiculada no New York Times de sexta-feira passada, junto com o anúncio de que o chairman da Fundação Solomon Guggenheim, Peter B. Lewis, havia exigido cortes de 50% no orçamento da instituição para 2003 e não contribuiria para a construção de novas unidades.Segundo Maia, o diretor do museu, Thomas Krens, e o responsável pelas unidades de Bilbao, na Espanha, e do Rio, Juan Ignacio Vidarte, devem chegar à cidade na sexta-feira que vem, e a data de assinatura do contrato definitivo foimantida para 26 de janeiro do ano que vem.Maia informou ainda que a prefeitura já gastou US$ 2 milhões em dezembro do anopassado (cerca de R$ 5 milhões, na época) para iniciar os estudos de viabilidade do museu. O projeto do arquiteto Jean Novel (o mesmo que construiu o edifício do Instituto do Mundo Árabe, em Paris) ficou pronto há um mês e, segundo o prefeito, ?a única questão pendente são os valores envolvendo a obra e quase nada mais.?A previsão é de que a construção do Guggenheim seja iniciada no segundo semestre do ano quevem e o museu entre em funcionamento em 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.