CET mantém rodízio; ataques prejudicam transporte na zona leste

Apesar da nova onda de violência na cidade de São Paulo na madrugada desta segunda-feira, o rodízio de veículos com placas final 1 e 2 está mantido, de acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).De acordo com medição da CET, às 9 horas foram registrados 86 quilômetros de congestionamento, um pouco acima da média para o horário, de 83 km. Os pontos mais congestionados estão no corredor norte sul, sentido aeroporto, com 8,3 quilômetros de lentidão da Praça Campo de Bagatele à Rua Curitiba. Outro ponto congestionado está localizado na Marginal Pinheiros, sentido Interlagos, da saída da Rodovia Castelo Branco à Ponte Eusébio Matoso, com 5,9 km.Viações paradasSegundo a São Paulo Transportes (SPTrans), as viações Transcooper, localizada na Avenida Jacu-Pêssego, em Itaquera, e Nova Aliança, na Estrada Santo Inácio, em Guaianazes, já recolheram seus ônibus por causa dos ataques. Um grupo que ocupava uma BMW ameaçou as cooperativas que trabalham com lotações, em Artur Alvim, na zona leste, caso os carros sejam liberados nesta segunda-feira.Cinco cooperativas de vans das regiões 1, 3, 4 e 5 da cidade estão paradas na manhã desta segunda-feira, após os ataques aos ônibus. As cooperativas atuam nas zonas leste e noroeste da capital paulista são People, Nova Aliança, Associação Paulistana, Cooper Alfa e Transcooper. Os ônibus das viações estão operando normalmente.Trólebus incendiadoO incêndio de um trólebus, por volta das 5 horas desta segunda na Avenida Mateu Bei, na zona leste de São Paulo, prejudica a circulação de três linhas de ônibus elétricos que fazem o transporte dos usuários até o bairro de São Mateus.Segundo a SPTrans, as linhas dos trólebus que chegavam até o terminal São Mateus estão parando no terminal Carrão, prejudicando a população que utiliza esse tipo de transporte coletivo. Às 9h15 ainda não havia previsão da implantação do Plano de Atendimento Especial para Situação de Emergência (Paese).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.