Cetesb apreende 6 toneladas de baterias automotivas

Uma denúncia formulada por vizinhos levou a Cetesb (Companhia Estadual de Tecnologia de Saneamento Básico) e a Defesa Civil a apreenderem seis toneladas de sucatas plásticas de baterias automotivas que foram trazidas do Paraná e de Goiás para Cabrália Paulista - município localizado a 50 quilômetros de Bauru - e que pertencem à Indústria de Acumuladores Ájax, a mesma que hoje é investigada por causar a contaminação por chumbo em pessoas e no meio-ambiente. A empresa afirma desconhecer o transporte do material para a cidade, mas um prestador de serviços da companhia, Valmir Silva Vital, confirmou que o material foi trazido para ser reciclado. Como o reciclador, estabelecido em Bauru, não tem licença ambiental e nem alvará da Prefeitura para trabalhar em Cabrália, o material foi apreendido e a polícia abriu inquérito para apurar a suposta prática de crime ambiental. O plástico resultante de sucata de baterias é tóxico e exige cuidados especiais no seu armazenamento e manuseio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.