Chafariz de Ouro Preto, de novo vítima de caminhão

Restaurado recentemente, o chafariz da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar, em Ouro Preto (95 km da capital), voltou a ser atingido por um caminhão desgovernado. No início da tarde de hoje um caminhão que transportava móveis e tecidos perdeu o controle e desceu a rua Randolfo Bretas, conhecida com rua da Escadinha. Parte da carga tombou e atingiu o monumento, construído com peças do século 19. Em novembro do ano passado, um outro caminhão desgovernado destruiu parcialmente o chafariz. O acidente ocorreu por volta das 12h20. De acordo com testemunhas, a rua estava escorregadia por causa das chuvas. Após o acidente anterior, houve restrição dos veículos que trafegam no centro histórico de Ouro Preto e a rua da Escadinha foi fechada para o trânsito de veículos pesados.O motorista do caminhão ? placas GXA 4677, de Contagem ? Raney Thiago Orlando Bonella, 24 anos, ignorou a placa que sinalizava a proibição. A Polícia Militar fez um boletim de ocorrência no local. Segundo Benedito Tadeu de Oliveira, chefe da sub-regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o acidente de hoje provocou um dano menor do que o do ano passado. O chefe do Iphan voltou a cobrar da prefeitura local a adoção de um conjunto de medidas que evitem a degradação do patrimônio histórico da cidade, como a elaboração de uma legislação de uso e ocupação do solo e de um código de obras.

Agencia Estado,

26 de agosto de 2003 | 20h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.