Chefe da Dersa nega elo com esquema PC

Acusado pela bancada do PT na Assembleia de São Paulo de ter integrado o esquema PC no governo Collor, o presidente da Dersa, José Max Reis Alves, negou envolvimento em irregularidades. Em nota, Max anotou que, em 1991, foi secretário de Administração Geral do Ministério de Fazenda como ordenador de despesas - gestão da ministra Zélia Cardoso -, e autorizava pagamentos "sempre com os devidos comprovantes".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.