Chefe do PCC é preso na Imigrantes; PM ocupa morro no ABC

Designado pela cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) para chefiar as atividades da facção no ABC, Emivaldo Silva Santos, de 30 anos, o BH, foi preso nesta terça, às 20h30, no km 53 da Rodovia dos Imigrantes em operação conjunta das Polícias Civil e Militar.BH dirigia seu Audi A-3 e estava desarmado quando foi cercado na saída do terceiro túnel da pista sentido capital. Ele não reagiu. Ele é o mandante do ataque ao Centro de Detenção Provisória de São Bernardo do Campo, que acabou frustrado no dia 26 por uma operação policial que deixou 13 integrantes da facção mortos e 5 presos.Viviane, a mulher de BH, havia recebido quatro dias antes da operação policial a ordem da cúpula do PCC para que os agentes penitenciários fossem mortos. A mesma mensagem mandava BH aumentar a mensalidade dos filiados à facção, contratar advogados e comprar cestas básicas. Todas as medidas foram tomadas antes do reinício dos atentados no Estado.Operação SaturaçãoPela manhã, tropas de elite da Polícia Militar ocuparam com 456 homens a favela do Morro do Samba, em Diadema, no ABC. A região é comandada pelo traficante de drogas Edilson Borges Nogueira, o Biroska, outro líder do PCC. "O BH representa o poder político no PCC enquanto o Biroska detém o econômico", afirmou o delegado Marco Antônio de Paula Santos, da Delegacia Seccional de São Bernardo do Campo.Biroska está preso em Presidente Bernardes com o líder máximo do PCC, Marcos Camacho, o Marcola. "Mesmo preso, ele continua mandando no tráfico da região. Queremos acabar com a atuação dele. Não vai ter oferta nem procura", disse o coronel Joviano Conceição Lima. Esta é a sétima Operação Saturação da PM para fechar pontos de drogas.Segundo o coronel, o comando do traficante se estende a áreas vizinhas. Por isso, a PM também ocupou os bairros do Jardim Ofélia, São Francisco e Luzo. Foram usados 117 viaturas e um helicóptero. A operação deve durar de 45 a 60 dias. Ontem, foram 1.515 pessoas, 599 motocicletas e 354 carros vistoriados. Um homem foragido da Justiça foi preso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.