Chefe do tráfico é morto após perseguição

Marcos da Costa, o Marquinhos Binha, chefe do tráfico da Favela do Aço, zona oeste do Rio, foi morto ontem. Após atirar perto de um posto policial, ele foi perseguido, rendeu cinco pessoas em uma igreja, roubou um veículo, fez outro refém e uma casa e fugiu com ele de carro. O refém se jogou antes de o traficante bater. O bandido ainda atirou nos PMs, mas acabou morto.

, O Estadao de S.Paulo

10 Agosto 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.