AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Chega a 21 o número de mortos no ataque do PCC

Os ataques contra as bases policiais em São Paulo do Primeiro Comando da Capital (PCC) já somam 21 mortos. Entre as vítimas estão quatro policiais militares, cinco policiais civis, dois guardas civis metropolitanos e três agentes carcerários.Segundo a Secretaria de Segurança Pública, seis criminosos morreram e quinze foram detidos. Quinze pessoas ficaram feridas, e foi registrada a morte de um civil. Saulo de Castro Abreu Filho, secretário estadual de Segurança Pública, afirma que a série de ataques é uma reação do crime organizado à atuação do governo. O secretário confirma que os atentados foram realizados pela facção criminosa e explica que o grupo tenta sem sucesso demonstrar força diante das últimas ações das autoridades."Nós recomendamos que eles não ajam deste jeito, porque o PCC nunca venceu em São Paulo. No final, a cena que vai ficar é a da rendição, da tropa de choque tendo que invadir, o que nós estamos tentando evitar", afirmou.Abreu Filho também pediu a ajuda do Ministério Público e do Judiciário no combate ao crime organizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.