Reprodução
Reprodução

Chega a 39 o número de mortos por conta das chuvas no Rio

Teresópolis e Friburgo, na região serrana do Estado, são as cidades mais atingidas; quatro bombeiros morreram durante resgate e outros três estão desaparecidos

Marcelo Auler - O Estado de S. Paulo,

12 de janeiro de 2011 | 12h15

RIO - Subiu para 39 o número de mortes provocadas por desabamentos de encostas em consequência das fortes chuvas que atingem toda a região serrana do Rio de Janeiro desde esta terça-feira, 11. Somente em Teresópolis, a Prefeitura confirmou oficialmente 29 mortos, enquanto outras oito vítimas estão na cidade de Friburgo e um casal de idosos faleceu em Itaipava, bairro de Petrópolis.

 

Em Teresópolis os desabamentos atingiram diversas regiões urbanas e rurais. O local mais atingido, segundo a secretaria de segurança local, é o bairro de Posse, no centro da cidade, onde diversos moradores estão ilhados aguardando que o socorro consiga chegar. Mas também na região rural, no bairro de Bonsucesso, às margens da rodovia BR-116, os desabamentos causaram mortes.

 

Interdições. Três estradas que saem de Teresópolis estão interditadas: a BR-495 foi fechada na altura do quilômetro 24 por causa da queda de mais de 200 toneladas de terra. No sentido de Friburgo, a pista está interditada na altura do quilômetro 88,5, e deve demorar cerca de quatro horas para ter parte da via liberada. Há interdição ainda na BR 116, Teresópolis - Além Paraíba, na altura do bairro de Três Córregos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.