Chega a 685 o número de mortos na região serrana do Rio

Somente em Nova Friburgo, cidade mais atingida pela catástrofe, o 325 morreram; nas principais cidades afetadas, 6.050 pessoas estão desbrigados e outras 7.780 desalojados

Nielmar de Oliveira, Agência Brasil

18 de janeiro de 2011 | 17h25

RIO - A Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil, com base em balanço parcial do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil estadual, divulgou um boletim as 15h desta terça-feira, 18, que mostra que o número de mortos na região serrana do estado do Rio de Janeiro chegou a 685, em consequência da enxurrada da ultima semana.

 

Veja também:

linkTemporal mudou a geografia da região

linkClubes e atletas se mobilizam para ajudar vítimas das chuvas

linkExército começa a erguer pontes provisórias

linkMoradores cogitam voltar a construir em área arrasada

linkGoverno lança sistema de alerta que já deveria estar pronto

blog Gabeira: Faltaram projetos e decisão política

mais imagensGALERIA - Grandes imagens da tragédia

mais imagensGALERIA 2 - Imagens de destruição e desespero

 

O número supera em oito o número de vítimas registrados no boletim das 13h. Em Nova Friburgo, cidade mais atingida pela catástrofe, o número de mortos subiu de 320 para 325; em Teresópolis subiu de 278 para 279; e em Petrópolis de 59 para 61 óbitos.

 

 

Em todas as cidades da região serrana afetadas, o número de desabrigados e de desalojados permanece o mesmo: 13.830 - dos quais 6.050 dizem respeito aos desalojados e os outros 7.780 aos desalojados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.