Chineses detidos com passaportes falsos em Cumbica

A Polícia Federal prendeu, ontem, dois chineses que tentavam embarcar com passaportes falsos no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos. Os chineses estavam acompanhados de um guia brasileiro, que também foi detido, e embarcariam num vôo da Lloyd Aéreo Boliviano para Cancun, no México. Apesar de portar passaportes brasileiros, Lin Zheng Zhou e Qi Guo, ambos de 20 anos, não falam uma palavra em português. Eles foram detidos por agentes da Força-Tarefa (Polícia Federal e Receita Federal). Eles estavam acompanhados do brasileiro Paulo César de Oliveira, de 47 anos, que foi contratado por outro chinês para servir de guia para a dupla. Além dos três, os policiais detiveram também o gerente da Lloyd Aéreo Boliviano por suspeita de participação em esquema de imigração ilegal. Mário Wilson Viana, de 38 anos, foi o responsável pelo check-in dos documentos dos chineses, num procedimento irregular e superficial. A Polícia suspeita do envolvimento de quadrilha especializada em esquemas de imigração ilegal.Os chineses foram autuados em flagrante por uso de documento público falso e os brasileiros, por participação no crime, podendo pegar de dois a seis anos de prisão. O delegado responsável pelo autuação em flagrante é Paulo Cézar de Oliveira, homônimo do detido.

Agencia Estado,

22 de novembro de 2002 | 07h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.