Chirac felicita Lula por reeleição após "votação histórica"

O presidente francês, Jacques Chirac, felicitou nesta segunda-feira seu homólogo brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, por sua reeleição após uma "votação histórica" e o convidou a continuar contribuindo nos grandes assuntos internacionais. "Quero expressar o quanto me alegro com seu êxito. Não estou surpreso porque pude comprovar, durante minha visita de Estado, a amplitude do trabalho que o senhor alcançou, sobretudo para fazer do Brasil um país mais justo", indicou o presidente francês em mensagem enviada a Lula após sua vitória no segundo turno das eleições.Chirac destacou também "a imensa popularidade" de Lula, conquistada com a "ação inovadora e determinante a serviço dessa grande causa"."A escolha de seu povo anuncia um período no qual seu grande país, prosseguindo o esforço de modernização que o senhor empreendeu amplamente, consolidará os progressos conseguidos", indicou Chirac, que assinalou que as empresas francesas presentes no Brasil "estão dispostas" a apoiar o trabalho de Lula.Para o presidente francês, o País deverá afirmar nos próximos quatro anos sua vocação internacional, "não só na América Latina e no Caribe, mas também em todos os lugares onde seu envolvimento construtivo possa fazer avançar a causa do desenvolvimento e da paz"."Tenha certeza de que a França dará seu firme apoio para que o lugar do Brasil no mundo seja reconhecido em meio à reforma das Nações Unidas, na qual trabalhamos juntos", indicou.O presidente francês preconizou também um reforço das relações bilaterais entre ambos os países e da cooperação entre Europa e América Latina, que em maio celebrarão uma cúpula em Lima.Chirac lembrou o trabalho conjunto de ambos os países no fundo internacional para a compra de remédios (Unitaid), que "deve prosseguir", e o convidou a "refletir sobre outros campos de ação nos quais nossas diplomacias se unam para promover iniciativas de interesse planetário".O presidente francês destacou a importância que teve para a "relação entre dois povos herdeiros de uma mesma civilização" o ano do Brasil na França, celebrado em 2005, e que deverá ter uma "brilhante confirmação" durante o ano da França no Brasil. "Isto deve dirigir os jovens franceses a prestar mais atenção a seu país, a sua língua, a suas artes. Desejo que isto incite também mais jovens brasileiros a aprender francês e a prosseguir seus estudos no sistema francês de ensino superior", concluiu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.