Choque de trens no Rio deixa 101 feridos, 21 seguem internados

Das 101 pessoas feridas naquinta-feira no choque de trens em Nova Iguaçu, no Rio deJaneiro, 21 continuam internadas nesta sexta-feira em hospitaisda região, disseram autoridades. O acidente deixou oito mortos,e uma perícia está sendo realizada no local nesta manhã. Segundo o major Paulo Renato, coordenador da Defesa Civilda prefeitura de Nova Iguaçu, as vítimas foram socorridas e oscorpos já foram retirados no final da noite de quinta-feira. "Foram mais de 100 homens da prefeitura e 26 ambulânciasque trabalharam no local", afirmou Renato por telefone àReuters do local do acidente. Ele afirmou que técnicos da Supervia, concessionária queopera o sistema de trens, estão no momento realizando períciano local. Diversos funcionários da prefeitura estão prestandoassistência a pessoas que buscam informações sobre parentesenvolvidos no acidente, disse o major. O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que estavaem São Paulo no momento do acidente, antecipou sua volta ao Riopara acompanhar de perto as investigações, de acordo com o sitedo governo do Estado. Segundo o site, Cabral cobrará da Supervia informaçõesprecisas sobre os motivos da tragédia. Por volta das 16h da quinta-feira, um trem com cerca de1.000 pessoas a bordo, que fazia o trajeto Central doBrasil-Japeri, se chocou com a última composição de outro trem,que não levava passageiros. A estação Austin, próxima de onde ocorreu o acidente,permanece fechada. A previsão é que o tráfego em um dos ramaisda via férrea seja normalizado às 12h. O outro deve serreaberto à tarde. (Por Henrique Melhado Barbosa em São Paulo, reportagemadicional de Rodrigo Gaier, no Rio de Janeiro)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.