Chuva castiga sudeste do Pará

Prefeitura de Parauapebas decreta situação de emergência; há pelo menos 1.025 pessoas desabrigadas

Ricardo Valota, Central de Notícias

27 Fevereiro 2009 | 05h59

A Prefeitura de Parauapebas, a 615 quilômetros de Belém, no sudeste paraense, decretou na quinta-feira, 26, situação de emergência na cidade em razão das fortes chuvas que atingiram a região nos últimos dias. Entre desabrigados e desalojados há pelo menos 1.025 pessoas.   O nível do rio Parauapebas subiu quatro metros. Uma cratera, de 3 metros de largura por 5 metros de profundidade, foi aberta na PA-275, entre Parauapebas e Curionópolis. Um desvio foi feito ao lado da pista, o que não evitou os congestionamentos, que chegaram a até 2 mil metros.   No centro de Parauapebas, uma das principiais avenidas foi tomada pela água. A base de uma ponte que corta o igarapé Ilha do Coco, localizado na saída da cidade, teve sua estrutura abalada, segundo a Secretaria de Obras do município. Há rachaduras em vários trechos da ponte. O aumento do nível do rio e as fortes chuvas podem ter contribuído para a deterioração.

Mais conteúdo sobre:
Pará chuva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.